Intensidade

Quando você faz determinada escolha, você não sabe as consequências dela. Você sabe, às vezes, que algo foi deixado de lado, para trás, para um “agora não dá”. Mas as consequências, elas nunca são previsíveis e essa é a coisa mais deliciosa do universo: o desconhecido, as borboletas em constante movimento no estômago.
Em uma semana em que milcoisas  acontecem, que a concentração e o foco estão perdidos e difuso em meio à vida, as intensidades são percebidas. Não tomo essa palavra como um conceito de algum reconhecido autor. Basta o Houaiss e a explicação para o verbete de que intensidade é uma característica do que é intenso. Ok. Intenso, é aquilo que transborda. Os momentos da vida são feitos de excessos que não cabem mais em si. É aquilo que prende na garganta. É aquilo que te da vontade de sair correndo e gritar para aliviar, deitar e chorar para se sustentar.
Relações são excessos. Novas vontades também. Querer sair do ninho, não tem como discutir. Talvez eu esteja muito cansada e imersa de corpo e alma nessa contemporaneidade que exige mais e mais e mais. Respirações para se organizar são momentos de exceção a serem buscados, cada vez mais.  Mas mesmo assim, esse jogo do prazer e desprazer me encanta. Faz com que os olhos brilhem. Faz com que eu tenha a absoluta certeza de que algumas escolhas foram as melhores que eu fiz na vida.
Quando o fim da semana chega há aquela respiração profunda que suga todo o ar do qual você é capaz. Depois de segundos no qual você pensa “acabou”, mais milcoisas intensas estão ali, te seduzindo. O medo, a ansiedade, a precaução, o novo, inusitado e intenso estão aí, olhando e te chamando, a todo momento. Como caminho, escolha, como aquilo que continua sendo e você está ali, imerso nele. Eu prefiro todos essas coisas juntas. Tenho sede de vida. Há coisa melhor para matar a sede de vida, do que uma batida recheada das coisas que a vida tem? Acredito, fielmente, que não.
Por favor, garçom?! Aqui, eu! Então, me vê um copo que transborde intensidade para matar a minha sede de vida? Obrigada.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s