Estria-vida

Quando me olho no espelho vejo algumas marcas: cicatriz na sobrancelha, marcas de peraltice na infância; algumas manchas pelo rosto, braço e barriga, apesar de morar em uma cidade que tem sol 364 dias do ano só me exponho a ele em horários inadequados; e por fim, as marcas que eu aprendi a gostar, de certa forma, as estrias.Elas surgem assim, pelo crescimento rápido, pelo efeito sanfona,  pela falta de colágeno e elastina. Podem ser grossas ou de uma sutil delicadeza, com uma finura impecável. Podem ser profundas ou superficiais. Estão pelos braços, pernas, peitos. Claras ou escuras. Mas, o que tem de tão incrível para gostar delas?

Penso que estrias são como a vida, que por uma razão ou outra nos arranham, nos marcam, de forma sutil ou grosseira. Elas não se enquadram, não são sinônimo de beleza, dessas que cultuamos. Mas vejam, elas estão em todo e qualquer corpo. Em homens, mulheres e crianças, sem perguntar qual a cor, raça ou orientação sexual. A vida, essa coisa ordinária que tanto reclamamos ou agradecemos, ah, ela também é sem preconceito.

Estria-vida. Não adianta cremes super tecnológicos ou intervenções clínicas. Não adianta esfoliar a pele. Elas não somem. São marcas que nos constituem. São o nosso melhor e pior. Nosso veneno e remédio e ouso dizer que são marcas de vida-morte. São nossos rastros, ranhuras e marcas que podemos lutar contra. Mas, tenho pouca dúvida que seremos perdedores. Que no final temos que admirar nossas estria-vida e lembrar que são essas impressões que nos constituem e impressionam. Que nos levam do caos a calmaria. Do gozo ao desgosto. Do que nunca se foi ao que se é.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s