Sapatos novos

sapato novo

Olhei o comodo em que eu guardava todos os meus poucos sapatos. Estavam gastos, sujos e um pouco fedidos. Cada um trazia marcas, memórias de um lugar em específico. Eram lembranças de um momento, de  como me sentia quando os usava e o por quê de ter alguns, mesmo que não me sirvam mais.

Fui até a dispensa, peguei um saco preto e joguei todos aqueles que não queria dentro. Falei:

– Mãe, esses são para doação ou para jogar fora, a senhora escolhe. Mas, não quero nenhum de volta ao meu comodo…

Ela ficou a me olhar com uma cara que queria justificativas para aquele comportamento. E eu só queria me libertar de coisas passadas. Peguei o cartão, fui até a loja e comprei sapatos novos.

Sobre os sapatos novos…
Quando os experimentamos na loja eles parecem maravilhosos, confortáveis e que vai combinar com as roupas do seu guarda-roupa (que por sinal também precisa ser renovado). Eles são cheirosos, não tem marcas de usos e nem estão completamente adaptados ao formato do seu pé: estão prontos para ir com você para qualquer lugar.

Eles vem em caixas, arrumados e embalados. Você pode parcelar em 6x sem juros no cartão e usar ele a vida inteira ou uma vez. Pode parecer que não, pela carinha simpática que eles apresentam em um primeiro momento, mas eles podem machucar o seu pé. Eles criam bolhas nos dedos, nos calcanhares. Se forem altos, fazem os pés doerem, adormecem as pontas dos dedos e no dia seguinte ainda há efeitos disso. É, eles podem não combinar com nenhuma das suas roupas.

Passará o tempo e alguns terão se adaptado ao seu pé, e você a eles. Você terá gostado tanto da companhia deles que vai sentir pesar ao se desfazer. Talvez, você nem usou tanto aquele salto lindo na balada, porque agora você prefere conforto a elegância. Mesmo assim quando o usou seu ego ficou tão alto quanto ele e essa sensação foi maravilhosa.

Pode ser alto ou baixo. Claro ou escuro. Clássico ou cool. Sapatos são sapatos: carregam cheiros, marcas, lugares… compartilham histórias, criam histórias, estão com você pelo simples fato de você ter escolhido eles. Sim, uma escolha que requer investimento monetário, mas mesmo assim uma escolha.

Escolhas são assim: por meio do dinheiro ou não, você só vai saber o que vai ser se escolher levar para casa, para vida. Escolhas são sapatos novos: para tê-los você teve que se desfazer de algum, ou encostar em algum canto aquele outro. Escolha é questão de ir, com bolha, com chulé, com esperança, com vontade de algo novo. Escolha é experimentar, talvez se iludir em um primeiro momento ou não. E se você notar que não está feliz com essa escolha, que ela não valeu o investimento é fácil: pegue um saco, coloque o que não vale a pena dentro e libere espaço para novos sapatos na sua prateleira.

Às vezes precisamos apenas de novos espaços para coisas novas e não vai ser ninguém que vai escolher o que entra ou o que sai: ter um sapato novo ou não é uma escolha sua, mesmo que ele seja um presente, você escolhe se vai ficar com aquele ou não 🙂

E, qual vai ser? Vai sair às compras, vai esperar mais um pouco ou vai desapegar?

Anúncios

Um comentário sobre “Sapatos novos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s